vOX189

Lord A entrevista o cineasta e escritor Marcos deBrito do livro “Á Sombra da Lua” que sai pela editora Rocco e também diretor do longo “Condado Macabro”.No som temos a participação dos Guest Djs Pedro Damian (do blog Shoegazer Alive) e Marcela Baezza. Nosso Background musical durante a entrevista, conta com músicas do PostHuman Tantra do ciberpajé Edgar Franco!

MarcodeBrittoVILA SOCORRO, 1920. O aparecimento de corpos trucidados nos arredores da floresta tira o sono dos moradores de um pequeno vilarejo no interior de São Paulo. Enquanto seus representantes direcionam esforços para acabar com o ciclo de mortes, Álvaro,sobrevivente de uma tragédia que massacrou sua família quando pequeno, apaixona-se por Alana, filha do médico local. Entre tensão e incertezas, o amor entre os dois jovens floresce-ao menos até a chegada da lua cheia.

Marcos DeBrito nasceu em Florianópolis (SC) e mudou-se para São Paulo em 1998 com a finalidade de estudar a arte cinematográfica. Desde 2001 ele trabalha como diretor e roteirista, tendo vários curtas-metragens premiados nos principais festivais do gênero. Seu primeiro longa-metragem “Condado Macabro”, ganhou o prêmio do Estado de São Paulo para finalização este ano e deverá ser lançado em meados de 2014.Conheça mais sobre o filme no site oficial.

 

 

 

 

 

PedroD Baladas góticas fazem parte de vida de Pedro e Marcela desde o começo dos anos 00. A primeira casa que frequentaram foi o Madame Satã na sua penúltima encarnação. Foi lá, inclusive, que conheceram Lord A. De lá para cá pode-se dizer que fizeram um mapeamento das festas do estilo, no próprio Madame, Pub Fiction, Tarsila (festas do Via Underground), Aeroflith, Teatro dos Vampiros (depois Absinthe), e mais recentemente adotaram a Fangstasy como a nova festa favorita. Um resumo de suas preferências musicais estão no setlist. De clássicos dos anos 80 como Sisters of Mercy, com a clássica regravação dos Stones, “Gimme Shelter”, Siouxie e Depeche Mode até bandas mais obscuras como Inkubus Sukkubus e The Violet Tribe. Praticamente todas as músicas escolhidas foram conhecidas nas baladas citadas. Atualmente Luiz mantém um blog de música alternativa chamado Shoegazer Alive, em sua sétima geração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here